segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Gay or not gay

Ontem apetecia-me ser gay porque ser gay não é normal nem anormal, simplesmente é um modo de estar, de viver, de estabelecer relações amorosas.

Hoje sou gay porque a homossexualidade dá azo a coisas estranhas, como arrepios na espinha, cabelos em pé, olhares maldosos, palavras grosseiras, comportamentos de bullying e apetece-me lixar toda essa gente homofóbica.

E amanhã e nos dias que virão serei gay, ainda que seja vista de olhos atravessados por alguns frustrados ou incapacitados mentalmente.

18 comentários:

RED disse...

Tá bem, filha, então agora és gay e estás muito moderna, eu cá não sou e para te ser franca, estou-me um bocado a cagar para isto tudo.

RED disse...

( diz lá que não adoraste o meu comentário? tão politicamente correcto, não?)

Calendas disse...

Ó santa inauguradora de comentários, toma lá o papel higiénico, não quero k fiques pró sujito!

RED disse...

( mas sabes o que faço ao politicamente correcto, não sabes? Isso... Compra papel higiénico! LOL)

Calendas disse...

Acabei de te oferecer o dito. Queres alguma marca em especial? Tipo às Red dots?

RED disse...

Hummm, ora deixa cá ver...pode ser com red nails, tão original, não achas?

Calendas disse...

Passavam a brown nails, lol

Carapau disse...

Creio que entendi a provocação. Quiseste abanar o blog e tentar ver como iam reagir os visitantes mais ou menos habituais.
Eu estou um bocado como a RED no 1º comentário. Mas digo mais:
Se respeito os gays (desde que me respeitem)também respeito os homofóbicos. É o direito que todos têm de tomar posições sobre a maneira de viver. Criticamos um homofóbico porque ele choca os gays. E que fazem os gays com as posições públicas que assumem só e só para chocar os outros?
Não serão todos. Também nem todos os que estão "contra" certas atitudes são homofóbicos.
Respeitemos-nos.
(Apetecia-me muito mais ter gozado com isto, mas não tive unhas).

afectado disse...

promete que depois publicas fotos disso!

Calendas disse...

Disso o quê? Do arrepio na espinha, dos cabelo em pé, dos homofóbicos, do Carapau, das unhas da Red?

Calendas disse...

Carapau, esse post nem tinha razão de existir se convivessemos sanamente com toda a gente. Nem sei para que é tanta lengalenga (até sei) se até os nossos amigos romanos conviviam tão bem com a coisa. Será que tem a ver com a parte castradora da religião? Sei lá ou até sei (isso e muito mais)

afectado disse...

da tua experiência gay, claro!

maria teresa disse...

A discriminação é algo de terrífico mas há "comportamentos" que no meu inconsciente ainda me perturbam.
Bj

Calendas disse...

Maria Teresa que engraçado, cheguei agora mesmo de uma visitinha ao seu blog.

Vício disse...

a luta gay é pela igualdade, não é?

gostava de saber quem, afinal, cria barreiras...

Carapau disse...

Volto uma 2ª vez.
Ontem apetecia-te ser gay. Tudo bem, a coisa está entendida.
Mas agora a questão é outra:
E hoje não te apetece ser nada? E amanhã? Ou ficamos aqui a olhar eternamente para a tua máscara de gay? :-)

pedro alex disse...

Chiça penico, querer ser gay é coisa que nem pelas mais ilustres intenções seria. Já se vão casar, bem bom. Mais meia dúzia de meses adoptam crianças aos poucos vão conseguindo; por mim na boa.
E o lobbie GAY hmm, hmm...

Calendas disse...

Tadinho do Carapau. Escreve um post de quando em vez e ainda se vem lamuriar para aqui!!! Pronto, faço-te a vontade e lanço já uma posta de pescada aí para o mar alto.

PS. Esta posta já vem de outros posts mas aqui trabalha-se, pá, e não há tempo para demais pescarias.