domingo, 8 de novembro de 2009

Estranheza entranhada

Com the end acabam os filmes. Com the end acaba o fim-de-semana.
Domingo igual a Sábado.
Maria levanta-se. Lava-se. Não se maquilha. Mal olha para si. Engole um yogurte. Pega no trabalho. Senta-se. Trabalha. Trabalha. Trabalha. Não ouve as perguntas que lhe fazem. Não vê. Sabe que está atrasada. Continua. Mamã, mamã. Levanta os olhos. Diz que já vai. Esquece-se. Não vai. Trabalha.

No fim do dia, olha para dentro de si e sabe que descurou quem mais a ama e que deu tudo a quem não quer saber de si.

Estranha vida esta!

4 comentários:

continuando assim... disse...

somos demasiado estranhos ...

gostei de passar por aqui
teresa

excelente música :)

RED disse...

Há dias, calendas, há dias, filhos da puta mas outros compensarão. ;)

cantinhodacasa disse...

Esta vida, provavelmente é de um professor.
Normalmente é ao fim de semana que este(a) não cuida de si mas dos outros.
Gostei de o(a) visitar.

cantinhodacasa disse...

Afinal já tinha vindo cá e não me lembrava.
Estou aqui no comentário do dia 9, ehehehehe!
Mas faço minhas as palavras deste post.
Beijinho